“É UM RECONHECIMENTO DA SOCIEDADE A TUDO QUE FIZEMOS E CONTINUAMOS FAZENDO POR CAMPINA GRANDE”, AFIRMOU O PRESIDENTE DA FIEP DURANTE RECEBIMENTO DA MEDALHA DE HONRA AO MÉRITO DA CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE

Publicado em Categorias Destaques, Eventos, Últimas

São sete décadas de ações transformadoras, sempre voltadas para o desenvolvimento da Paraíba. O trabalho realizado pela Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – FIEP é reconhecido e valorizado em todo o estado.

Dessa vez, o reconhecimento veio do Poder Legislativo de Campina Grande. Na noite desta terça-feira, 22/10, o presidente da FIEP, Francisco de Assis Benevides Gadelha, recebeu da Câmara Municipal de Campina Grande, a Medalha de Honra ao Mérito em homenagem aos 70 anos da Federação. A Entrega aconteceu durante uma Sessão Solene da Câmara realizada no auditório da FIEP, que reuniu empresários, diretores da Federação, representantes do legislativo municipal, e o prefeito Romero Rodrigues.

“Essa Medalha de Honra ao Mérito é um reconhecimento ao trabalho realizado pela atual diretoria, e outras diretorias que passaram por aqui, uma vez que essa Federação tem uma longa história, são 70 anos de muitos serviços bem prestados à Campina Grande. Trabalhamos na construção da SUDENE que nasceu aqui na FIEP, durante a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil, e também o Banco do Nordeste, através de Aluízio Campos e Hugo Almeida, nós lutamos pelo Gasoduto, que foi uma obra realizada por Cássio Cunha Lima, mas que teve um apelo muito forte da FIEP. Eu particularmente participei de várias reuniões para que ele se tornasse realidade, e conseguimos trazer o Gasoduto. Lutamos pela Transposição de Águas do Rio São Francisco, o acordo definitivo foi feito aqui, com o Vice-Presidente, José Alencar que naquela época representava o presidente Lula. E nós lutamos também pelo Calado do Porto de Cabedelo e eu mesmo fui buscar, conseguimos dinheiro diretamente do Ministério dos Portos, aquela época, estou relembrando alguns fatos que nós fizemos de uma maneira ampla. Mas lutamos, sobretudo pela formação profissional do trabalhador, pela inovação nas empresas de Base Tecnológica, então o Sistema que é mantido pela FIEP o SESI e o SENAI matricula por ano algo em torno de 30 mil alunos, então isso despertou o olhar da Câmara Municipal de Vereadores, e para mim isso é um feedback, é uma resposta que me dá o leve prazer do dever cumprido”, comentou o presidente da FIEP.

A propositura foi do vereador Márcio Melo do PSDC, e foi aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal. “Tomei a iniciativa de conceder a Medalha em reconhecimento a todo o serviço prestado pela Federação das Indústrias. Precisamos reconhecer e valorizar que são 70 anos dedicados ao desenvolvimento de nosso estado. As contribuições da FIEP, à Campina Grande passam pelo desenvolvimento da nossa cidade, atraindo empresas para se instalar aqui, que geram emprego e dão uma nova perspectiva de vida a nossa população, e foi exatamente isso que me levou a apresentar essa propositura”, disse o vereador.

A sessão especial foi em reconhecimento à representatividade da FIEP através da liderança do engenheiro civil e empresário, Francisco Gadelha. Com um amplo currículo na gestão administrativa, nos seus mandatos à frente da entidade como presidente, ele tem defendido os interesses e os pleitos da classe empresarial com um espírito conciliador e diplomático, cujas características tornaram-se nos últimos anos, uma marca da sua gestão.  

Na linha histórica da entidade, o líder empresarial paraibano, natural de Sousa, no Sertão, abraçou importantes lutas, defendo os interesses da indústria no estado e nacionalmente. Entre as suas representações internacionais, uma das mais significativas foi sua atuação como presidente do Conselho de Relações do Trabalho da Confederação Nacional da Indústria (CNI), de 2002 a 2010, período em que participou ativamente das discussões na OIT (Organização Internacional do Trabalho) participando, anualmente, da Conferência Internacional do Trabalho em Genebra na Suíça.  

Atualmente, Francisco Gadelha, além de presidente da FIEP, também ocupa o cargo de vice-presidente executivo para a Região Nordeste da CNI. Mais um desafio na busca por unir os contrários e defender o bem comum.