HUMOR – Filho de Shaolin faz sua estréia neste domingo nos palcos paraibanos

Publicado em Categorias Últimas

lucas 4

Lucas Henrique Veloso, natural de Campina Grande, decidiu desde cedo seguir carreira de humorista e agora, aos 16 anos, ganhou sua primeira grande oportunidade: fazer o show de abertura de um dos melhores humoristas do Brasil – Tom Cavalcante.

 ENTREVISTA!

Com quantos anos você descobriu o humor?

LV – O humor sempre esteve presente na minha vida. Aos 5 anos subi no palco pela primeira vez num show do meu pai para imitar o senador Cássio Cunha Lima! Foi naquele momento que eu fiquei fascinado pela comédia e pelo teatro e descobri que queria ser humorista.

– Você faz imitações? Já criou algum personagem?

LV – Sim, eu tenho um leque de 30 imitações, entre elas: Chico Anysio, Lula, Fagner, Luiz Gonzaga, Geraldo Azevedo e outros. Eu já criei 6 personagens e pretendo investir mais nessa área.

– Quem te incentivou a seguir carreira de humorista?

LV – Em especial, meu pai! Eu sempre presenciava os momentos de suas criações e prestava atenção na forma como ele contava suas piadas. Isso me ajudou muito! Mas, também fui influenciado por grandes gênios do humor a exemplo de: Jim Carrey, Zé Vasconcellos e Chico Anysio!

– Como surgiu o convite para abrir o show de Tom Cavalcante?

LV- A produção do show me procurou e fez o convite. Eu aceitei e me senti muito honrado porque não é pra qualquer um, ter a oportunidade de abrir o show de um dos maiores humoristas do país!

– Você já fez algum show antes desse?

LV – Show só meu não! Mas, participei dos shows do meu pai, do show do Rafinha Bastos e fiz uma apresentação de um sketch de comédia na conclusão do meu curso de ator.

– Qual a sua expectativa em relação ao show?

LV – Estou bastante ansioso! Procurei me preparar da melhor maneira possível. Espero trocar boas energias com a platéia.

– Você tem medo das comparações com seu pai?

LV – Não! Pra mim é um elogio ser comparado com ele, afinal, ele é um dos maiores nomes no humor brasileiro!

– Como você enxerga a responsabilidade de ser filho de Shaolin – um dos maiores humoristas do Brasil?

LV – Eu tenho consciência do que ele representa para o Brasil, para o Nordeste e em especial pra Paraíba. Sei que ele é um dos maiores humoristas do nosso país e por isso procuro honrar o nome dele. Tento melhorar a cada dia para que minha terra também tenha orgulho de mim – assim como tem do meu pai. Quero continuar como ele, levando o nome da minha terra para o mundo divulgando a cultura e as belezas do Nordeste.

– Você acha que será um fenômeno no humor, como seu pai?

LV – Isto quem responde é o público. Não faço nada pensando no mérito que vou receber. Faço por paixão à arte!

– Quais os ensinamentos do seu pai em relação a vida e a carreira de humorista?

LV – Bom, ele é um exemplo em muitos sentidos. É um bom pai, é honesto, muito inteligente e acima de tudo, ele é o meu melhor amigo. As melhores orientações da minha vida sempre vêm dele e da minha mãe Laucideia. Profissionalmente falando, ele me ensinou muito, ele sempre me dizia “Insista, persista e espere, dê o seu melhor” e é isso que procuro fazer. Tento sempre manter meus pais orgulhosos.

– Quais os planos para o futuro?

LV – Ah nada demais, só trabalhar em Hollywood e depois ganhar um Oscar (risos)

– Qual a realidade de Shaolin hoje em relação à saúde?

LV – A saúde dele está melhor do que a minha. Ele é muito esforçado para reagir ao tratamento e está consciente.

– Deixe uma mensagem para os fãs de seu pai.

LV – Em primeiro lugar eu agradeço as orações e as vibrações boas, elas ajudam muito! Continuem com fé que logo meu pai –  Shaolin – estará de volta. E se puderem, comprem meu ingresso e assistam o meu show neste domingo, às 19 horas, no Paço dos Leões – em João Pessoa. (risos)

 

 

0Shares