HOMENAGEM – “Recordar Felix Araújo é protagonizar o reencontro de Campina Grande com a odisseia de suas melhores origens”

Publicado em Categorias Últimas

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 20

Depois de alguns dias de chuva em Campina Grande, acordei na última quinta-feira, 22, com um sol forte pra iluminar um dia muito especial – cheio de emoção e homenagens – à família de Felix Araújo.

E lá fomos nós para a Câmara Municipal de Campina Grande assistir uma sessão especial em homenagem aos 60 anos de morte do patrono do Poder Legislativo, “Félix de Souza Araújo”.

A homenagem começou com o discurso do presidente do Poder Legislativo, Nelson Gomes Filho saudando todos os convidados e lembrando a trajetória política de Félix de Souza Araújo. Nelson enalteceu a luta pela justiça social travada pelo então homem público da época e ressaltou que, “Félix tornou-se um dos filhos que maiores provas de amor dedicaram a esta terra.  Ao ponto, inclusive, de oferecer a  própria vida pelo zelo da cidade que tanto amou e da gente de quem se fez”.

Nelson acrescentou ainda que, dentre as muitas homenagens que os campinenses prestaram a esse tão ilustre irmão, Félix Araújo, foi torná-lo, com a mais legítima justiça, patrono daquela casa.  “A mim, é dupla honra poder fazer parte de uma casa chamada Casa de Félix Araújo e, ainda mais, poder presidi-la”, concluiu o vereador.

A convite a família de Felix Araújo, o crítico literário e professor da UEPB, José Mário da Silva, proferiu palestra intitulada ‘Um homem plural chamado Félix de Sousa Araújo’. Mário falou da vida do patrono da Casa e afirmou que: “lembrar pode ser uma exigência do afeto, respeito pela memória”. Ele destacou também que Félix, pela sua ideologia, por sua luta e ideias sempre será tema para muitos enfoques, pois, foi um político estático e um idealista em todas as suas atitudes. “Recordar Felix Araujo é protagonizar o reencontro de Campina Grande com a odisseia de suas melhores origens”. Entre uma história e outra, o palestrante disse que o passado ilumina o presente da mesma forma que projeta o futuro.

Durante a solenidade, a CMCG fez a entrega aos familiares de Felix Araújo – do Registro Iconográfico de todas as sessões especiais promovidas nos últimos anos em homenagem ao patrono daquela Casa.

E para encerrar as homenagens recheadas de emoção, o ex-prefeito de Campina Grande – Félix Araújo Filho, bastante emocionado, e com a mesma eloquência que tem os grandes tribunos, fez um retrospecto da história de seu pai – que seria impossível descrever aqui nesse pequeno espaço.

E terminamos dizendo: Felix que foi um grande político! Mas também um ensaísta, poeta, escriturário, radialista e jornalista. E em todas as suas funções soube desempenhar seu papel de mestre com competência e talento. Felix Araújo que foi um grande ser humano – e que continua em todos os lugares de Campina Grande emprestando seu nome a Rua, Biblioteca, Praça, Escola, Creche e Casa de Estudante.

A Felix Araújo Filho e Tamar Celino, a Ângela, Felix Neto, Ludmila e Fernando – a minha admiração e o meu respeito – pela postura com que vocês conduzem as suas vidas e a história do imortal Felix de Souza Araújo!

0Shares