JUSTA HOMENAGEM – Os empresários da educação Dalton e Gisele Gadelha recebem hoje os Títulos de Cidadania Campinense

Publicado em Categorias Últimas

DALTON TITULO

Os diretores da Facisa, Dalton Roberto Benevides Gadelha e Gisele Bianca Nery Gadelha, receberão da Câmara Municipal de Vereadores de Campina Grande títulos de cidadania campinense. A sessão será hoje, às 19h, no plenário da Câmara (Casa de Félix Araújo).

As proposituras foram dos vereadores Alexandre do Sindicato e Ivonete Ludgério, justificadas pelo relevante papel desempenhado pelos empresários na sociedade campinense e paraibana.

DALTON GADELHA

Paraibano natural de Sousa, no Sertão do Estado, Dalton Roberto Benevides Gadelha é filho de José de Paiva Gadelha e de Miriam Benevides Gadelha. Formado pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, no ano de 1980, fez residência em Clínica Médica na Santa Casa de Misericórdia em Belo Horizonte e especialização em Ultrassonografia na Universidade Federal de Minas Gerais.

Durante o período de formação acadêmica e início da vida profissional, conheceu a mineira de Belo Horizonte, Gisele Bianca Nery Gadelha, com quem casou-se em 1982. Em seguida fixou residência em Campina Grande.

Na cidade, Dalton clinicou, chefiou o serviço de ultrassonografia do Hospital João XXIII, atuou na Sociedade Médica e foi presidente do Conselho da Unimed. Em 1999 abraçou também a atividade de ensino, com a fundação da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas – Facisa, sequenciada pela Faculdade de Ciências Médicas de Campina Grande-FCM e pela Escola Superior de Aviação Civil – Esac, sendo atualmente diretor das três Instituições de Ensino Superior. Como diretor das faculdades construiu um teatro com mais de 700 lugares.

Dalton também fundou a TV Itararé, canal 19, educativa, filiada à Rede Cultura de Televisão, sendo até hoje diretor presidente da emissora. Ele também criou a Fundação Pedro Américo, mantenedora da TV e atuante no desenvolvimento de projetos sociais e culturais.

No momento Dalton Gadelha está envolvido em dois grandes projetos: o Help – Hospital de Ensino e Pesquisa e a Central Nordestina de Produção Cultural.

GISELE GADELHA

Mineira nascida em Belo Horizonte, Gisele Bianca Nery Gadelha tem ascendência italiana e portuguesa, filha de Oswaldo Santa Cruz Nery e Marly Gusmão Nery. Formada em Psicologia pela Universidade FUMEC, iniciou sua atividade profissional como educadora aos 17 anos, ainda estudante universitária, no Colégio Imaculada Conceição, de Belo Horizonte.

Após sua formatura, especializou-se em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais e, concomitantemente, fundou uma escola de ensino fundamental em Belo Horizonte.

Durante esse período de formação acadêmica e início da vida profissional, conheceu o paraibano de Sousa, então estudante de Medicina, hoje médico e empresário Dalton Gadelha. Casaram-se em 1982, logo em seguida vieram para a Paraíba, onde fixaram residência em Campina Grande.

Já na Rainha da Borborema, Gisele Gadelha clinicou como psicóloga e fundou o IPEN – Instituto de Pedagogia Natural – Escola Infantil Casinha de Brinquedo. Escola essa que se destacou no cenário paraibano e nordestino como uma das mais importantes, tendo sido premiada nacionalmente pelo projeto alfabetização solidária, presidido pela saudosa professora Ruth Cardoso, bem como homenageada pela Casa de Félix Araújo.

Em 1999, junto com seu esposo, fundou a Facisa. Hoje ocupa o cargo de diretora-presidente do Cesed, entidade mantenedora, o que equivale ao cargo de reitora da Facisa, FCM e Esac.

Além disto, preside a Fundação Pedro Américo, instituição sem fins lucrativos, mantenedora da TV Itararé, canal 19, educativa, filiada à rede Cultura de Televisão, como também é responsável por projetos sociais de grande relevância na cidade, a exemplo do Envelhecendo com Saúde, Projeto Brotar, e Ponto de Leitura e Cultura.

0Shares