Solenidade de assinatura do Termo de Cooperação Técnica do “Plano Estratégico de Desenvolvimento Campina Grande 2034

Publicado em Categorias Últimas

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 31 32 33

O presidente da FIEP, Buega Gadelha, assinou ontem, às 11 horas, no Auditório Francisco Alves Pereira, na sede da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, o Termo de Cooperação Técnica do “Plano Estratégico de Desenvolvimento Campina Grande 2034, com Focalização no Complexo Aluízio Campos”.

A solenidade de assinatura do Termo contou com a presença de empresários, políticos, e representantes da Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, Câmara de Dirigentes Lojistas, e da empresa Macroplan, que é a responsável pelo desenvolvimento do trabalho de planejamento estratégico aqui da cidade.

O plano será de fundamental importância para o desenvolvimento da cidade nos próximos vinte anos, e terá três etapas, sendo projetadas metas e ações de curto, médio e longo prazos. A elaboração do plano é coordenada pela Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – FIEP, e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Campina Grande e várias entidades, como a Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, Sebrae e a Câmara de Dirigentes Lojistas.

O plano vai nortear o desenvolvimento da cidade, sendo um guia ou referencial para ações nas áreas social e econômica. “A FIEP que sempre esteve a frente de importantes movimentos em prol do desenvolvimento da Paraíba, dessa vez se dedicará a um Projeto que vai fortalecer Campina Grande, cidade pujante, que sempre mostrou sua vocação para crescimento. Junto com as demais entidades do Setor Produtivo, e com a Sociedade Civil vamos construir o Plano Estratégico para os próximos 20 anos da Rainha da Borborema”, disse Francisco de Assis Benevides Gadelha, Presidente da FIEP.

Este tipo de ação nunca foi feito na história cidade, sendo mais uma meta do prefeito Romero Rodrigues, que almeja pensar Campina Grande no presente, mas, ao mesmo tempo, planejá-la para o futuro. Campina, portanto, retoma agora a sua tradição de planejamento, esquecida ao longo do tempo.

0Shares