Campina Grande ganhou hoje, o Núcleo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia da Informação, Comunicação e Automação – VIRTUS.

Publicado em Categorias Últimas

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24

Foi inaugurado ontem pela manhã, em Campina Grande,  o Núcleo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia da Informação, Comunicação e Automação – VIRTUS. A solenidade contou com a presença de autoridades, professores e reitores das universidades, políticos e empresários.

O VIRTUS é parte do Centro de Engenharia Elétrica e Informática da UFCG e está localizado dentro do Centro de Inovação e Tecnologia Telmo Araújo – CITTA – um ambiente apoiado pelo Governo do Estado da Paraíba, Prefeitura Municipal de Campina Grande, FINEP/MCTI e que integra a Rede do Programa InovAtiva do MDIC.

A diretora do Parque tecnológico da Paraíba, Francilene Garcia, destacou que “o VIRTUS foi concebido para acolher de imediato 150 profissionais altamente qualificados (graduados, mestre e doutores)”. O núcleo possui uma infraestrutura que conta com mais de 1000 metros quadrados de laboratórios com equipamentos de última geração, segurança da informação e diversas salas de vídeo conferência para garantir comunicação constante e irrestrita com clientes globais. “Foram investidos R$ 3,5 milhões de reais para a obtenção destas instalações, com recursos oriundos da parceria com a iniciativa privada” finalizou.

Com a visão de se tornar referência internacional em desenvolvimento e inovação tecnológica, o VIRTUS foi fundado por pesquisadores do CEEI com mais de 15 anos de experiência em projetos de pesquisa e desenvolvimento, com foco em geração de valor e diferencial competitivo para grandes empresas do setor industrial. Seu principal diferencial é a excelência operacional para a execução de projetos, compatível com o nível esperado pelas empresas. A parceria com institutos privados, tais como o Instituto Venturus e o Instituto Nokia de Tecnologia respaldam a qualidade operacional, aliada à reconhecida competência técnica de seus pesquisadores e o suporte administrativo do Parque Tecnológico da Paraíba.

0Shares