Vila dos Tropeiros será aberta com shows de Genival Lacerda e Biliu de Campina

Publicado em Categorias Últimas

000 1 3 4 5 6

Em contagem regressiva para a abertura das festas juninas, Campina Grande ganhará a Vila dos Tropeiros, um espaço idealizado pelo SESI Paraíba que será palco de apresentações culturais e que reunirá durante 30 dias (03 de junho a 03 de julho) grandes atrações regionais como Biliu de Campina, Gitana Pimentel e Genival Lacerda que animará a Festa de lançamento da Vila no dia 30 de maio, às 19h.

Participarão ainda da Festa de Lançamento, Roninho do Acordeon, Serginho do Sax, o Trio Triângulo de Ouro, e o Grupo Folclórico Tropeiros da Borborema e as Quadrilhas Juninas do Projeto Quadrilhando. A programação da Vila dos Tropeiros contará ainda com a animação do Coroné SESIANO, personagem que há 6 anos participa das festividades juninas do SESI levando irreverência, alegria e muita diversão para os forrozeiros.

O objetivo do SESI é oferecer uma programação diurna para os Turistas que visitam a cidade durante o Maior São João do Mundo, já que a Vila dos Tropeiros vai ter programação das 17h às 22h, de segunda a sexta-feira. A iniciativa vai agregar valor ao tradicional evento junino de Campina Grande e, assim, fortalecerá ainda mais a cultura regional.

Com a proposta de resgatar um pedaço da história de Campina Grande, este ano o SESI vai homenagear os Tropeiros personagens que fizeram da cidade um local de entreposto para suas viagens, trazendo prosperidade e desenvolvimento e contribuíram para o fortalecimento do comércio e da indústria campinense e por essa importância será erguida uma réplica da Vila.

“Por tratarmos a cultura de uma forma diferente, recebemos o Monumento do Sesquicentenário da Prefeitura Municipal em regime de comodato durante 30 anos. E estamos preparando ele para os 30 dias de festa do São João. Para isso estaremos trabalhando a nossa estrutura, que fizemos no Parque do Povo em 2015, com toda a qualidade que fizemos no ano passado”, disse a superintendente do SESI, Claudete Leitão.

A reprodução cenográfica vai mostrar Campina Grande na época que começou a ser visitada pelos tropeiros, contando com uma igreja e um conjunto de casas. Toda a cenografia trará características das construções do século XIX. Haverá bodegas com comercialização de comidas típicas e um coreto onde acontecerá apresentações culturais diárias com a participação de quadrilhas, grupos folclóricos e músicos regionais, que prometem colocar todos para cair no mais autêntico forró.

Além desta nova estrutura, o SESI escolheu um novo local, que será o estacionamento do Monumento ao Sesquicentenário, às margens do Açude Velho. A estratégia é, além de aproveitar o Monumento que já é um cartão postal da cidade, também oferecer aos campinenses e turistas outra opção, desafogando o Parque do Povo, para visitação e apreciação do melhor da cultura regional.

A abertura será no dia 30 de maio, estendendo a visitação até o último dia do Maior São João do Mundo, 3 de julho, funcionando das 16h às 22h, tornando-se assim uma excelente opção para campinenses e turistas durante o fim de tarde, que poderão apreciar o pôr do sol às margens do Açude Velho e fazer uma viagem de volta no tempo ao som de muito forró.

A Vila dos Tropeiros será o pontapé do SESI para o projeto que está sendo elaborado para o Monumento do Sesquicentenário, que em breve abrigará o Museu Digital de Campina Grande, que tem como proposta fazer resgate do processo de industrialização e desenvolvimento econômico e social de Campina Grande.

 

0Shares