Alceu, Elba e Geraldo Azevedo num “Grande Encontro” – dia 26 de novembro, no Spazzio

Publicado em Categorias Últimas

35a-1-a

Nos últimos 20 anos, muita coisa mudou no mundo e, na música, não foi diferente. Novos talentos surgiram, diferentes formas de se produzir vingaram… Mas o talento e a sinergia entre Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo se mantiveram afinados. Prova disso é a reedição do show “O grande encontro”, lançada pela primeira vez em 1996, e que ganhou uma nova turnê recentemente pelo Brasil.

— A arte tem a função de traduzir sentimentos e a gente tem um entrosamento natural. A passagem pelo “grande encontro” teve uma representatividade muito grande nas carreiras de cada um de nós. Há 20 anos me perguntam quando íamos voltar — conta Geraldo Azevedo, de 71 anos.

Mais falante dos três, Alceu Valença, de 70, destaca a força da internet na divulgação dos shows, coisa que não acontecia nas outras três edições da reunião musical.

— Está um fenômeno. Qualquer coisa que eu faça na rua, por exemplo, viraliza. Isso é bom porque mostra nosso trabalho a um público novo. As crianças estão me descobrindo. Eu sou o Xuxo — festeja ele, que acrescenta sobre as apresentações: — Está tudo perfeito, os arranjos estão maravilhosos.

Caçula do trio, Elba Ramalho, de 65 anos, recorda que as primeiras reuniões eram acompanhadas somente por violões, diferente de agora, com uma grande banda.

— A grandeza estava na simplicidade e na força de cada um individualmente. Quando juntava, era explosão! O Nordeste é potência máxima em música e nós mostrávamos a sua diversidade.

Diferentemente das outras edições, Zé Ramalho não vai participar dos shows.

— Lamento, mas o Zé achou que se encerrou o ciclo — confessa Geraldo.

Serviço:

Show – O GRANDE ENCONTRO

SPAZZIO

DIA 26 DE NOVEMBRO

MAIS INFORMAÇÕES: 3337.3737

0Shares