A médica campinense Adriana Melo foi uma das vencedoras do Prêmio Cláudia 2016

Publicado em Categorias Destaques, Últimas

0

 

A vencedora do PrêmiCLAUDI2016, na categoria CIÊNCIAS, é a paraibana – especialista em medicina fetal ADRIANA MELO. Ela comprovou a relação entre infecções por zika e malformação em bebês. Ao receber o prêmio, Adriana o dedicou às mães “que continuam a ser tratadas como números. Essas famílias tem nome e rosto, não podemos continuar tratando-as assim.”

A cerimônia de entrega dos troféus do 21º Prêmio Claudia aconteceu ontem, dia 4 de outubro, no Teatro Santander, em São Paulo.  O ator Du Moscovis fez a apresentação e a cantora Paula Lima um lindo show.

PRÊMIO CLÁUDIA

O Prêmio CLAUDIA é a maior premiação feminina da América Latina – teve sua primeira edição em 1996 com o objetivo de descobrir e destacar mulheres competentes, talentosas, inovadoras e empenhadas em construir um Brasil melhor. Desde então, com coragem e ousadia, ano a ano, mais e mais finalistas do Prêmio provam que é possível encontrar soluções para os mais variados problemas da nossa sociedade.

Em 20 anos de existência, o evento já selecionou mulheres de todos os estados brasileiros. Elas servem de inspiração, transmitem perseverança e amor ao próximo, valorizam a contribuição da mulher para uma sociedade mais justa, mais solidária, mais feliz.

A seleção das finalistas começa no mês de janeiro, quando a equipe do Prêmio CLAUDIA convida personalidades (cientistas, acadêmicos, empreendedores sociais, empresários, políticos, escritores renomados e cineastas) para indicar suas candidatas. Participantes de anos anteriores e leitoras também dão sua contribuição. Dessa troca de informações, são selecionadas 250 mulheres atuantes em seis categorias: Ciências, Políticas Públicas, Cultura, Negócios, Trabalho Social e Revelação. Depois de uma rigorosa pesquisa sobre as grandes realizações dos nomes sugeridos, são definidas três finalistas por categoria.

Em 2009, foi criada uma nova categoria, a Homenageada Especial, que premia uma personalidade pelo conjunto da obra e história de vida. Já passaram por ela: Bibi Ferreira (2009), Lygia Fagundes Telles (2010), Hebe Camargo (2011), Dilma Rousseff (2012), Marieta Severo (2013) e Marília Gabriela (2014). No ano passado, inovamos ao homenagear as refugiadas, mulheres que vivem pelo mundo, distantes de suas pátrias.

Desde 2011, há também a categoria Consultora Natura Inspiradora, que destaca o trabalho voluntário de cinco revendedoras da marca patrocinadora do Prêmio CLAUDIA.

Outro momento emocionante é quando a equipe do Prêmio CLAUDIA reúne as finalistas em São Paulo. Na noite anterior à grande festa, em um jantar oferecido especialmente a elas, todas se conhecem e compartilham suas conquistas. Como são mulheres de grande iniciativa, em questão de minutos já estão trocando impressões, experiências, histórias, opiniões, projetos e contatos. No final do jantar uma eficiente rede está formada.

O júri do Prêmio CLAUDIA é formado pelas leitoras (que podem votar aqui no site a partir de junho), pela direção da revista CLAUDIA e por uma comissão de dez personalidades.

0Shares