Facebook anuncia um centro para formação de programadores e empreendedores em São Paulo

Publicado em Categorias Destaques, Últimas

Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook para América Latina —

O Facebook lançou esta segunda-feira em São Paulo a Estação Hack, o seu primeiro centro de inovação a nível mundial, com o qual procura formar programadores e impulsionar empreendedores no Brasil.

Neste país, o défice de profissionais qualificados em áreas de tecnologia vai superar as 160 mil pessoas em 2019. A iniciativa, pioneira no mundo, tem como objetivo desenvolver o “ecossistema económico e tecnológico” no Brasil, onde 120 milhões de pessoas acedem mensalmente ao Facebook.

O vice-presidente do Facebook para a América Latina, Diego Dzodan, assegurou hoje que a tecnologia oferece “oportunidades” aos jovens brasileiros e pode ajudar “a desenvolver negócios” e fomentar a criação de emprego.

O projeto vai oferecer bolsas a mais de 7.400 jovens para a formação de talentos na área tecnológica, especialmente no campo da programação, e para impulsionar a inovação no Brasil, o Facebook assinou acordos com diferentes empresas e instituições, incluindo a Fundação Getúlio Vargas.

A Estação Hack vai funcionar a partir do mês de dezembro em um andar de 1 mil m² de um edifício na avenida Paulista a partir de dezembro de 2017. O objetivo é ofertar cerca de 7,4 mil bolsas nas áreas de programação, marketing digital e gestão de empresas para jovens no primeiro ano.

0Shares