Álbum da Copa do Mundo na Rússia começa a ser vendido nas bancas brasileiras a partir do dia 16

Publicado em Categorias Destaques, Últimas

Colecionadores de figurinhas de álbuns da Copa do Mundo vão gastar muito mais neste ano do que nos últimos campeonatos. Segundo informações do site G1, as variações nos preços superam a inflação brasileira acumulada entre março de 2014 e fevereiro de 2018, período entre o lançamento dos dois álbuns. O IPCA variou 28,05% nesse período, de acordo com dados do Banco Central.

Neste ano, um pacote com 5 cromos custará R$ 2. Em 2014, era possível comprar o mesmo pacote por R$ 1. Na Copa de 2006 na Alemanha, cada pacote era vendido a R$ 0,60. O preço do álbum também sofreu variação maior do que a inflação do período. Quatro anos atrás era possível comprar o álbum por R$ 5,90. Hoje a edição 2018 custará R$ 7,90, configurando uma variação de 33,90%.

Na melhor das hipóteses, se em 2014 um sortudo conseguisse comprar todas as 640 figurinhas – sem nenhuma repetida, ele gastaria R$ 128,00. Hoje se isso acontecer, o valor será de R$ 272,80, numa variação de 113%.

A Panini informou, por meio de nota, que “os preços dos produtos no Brasil são compatíveis com os preços praticados nos países da América Latina, e refletem todos os investimentos da empresa nas diversas plataformas para o lançamento da coleção de 2018”. Além do álbum físico, a empresa investe em um álbum digital e aplicativos.

A largada para completar o álbum da Copa do Mundo da Rússia será dada a partir do dia 16, quando os envelopes com as figurinhas estarão disponíveis nas bancas.

Matéria/reprodução – Site www.istoe.com.br

0Shares