A técnica do Labirinto agora é Patrimônio Cultural e Imaterial da Paraíba

Publicado em Categorias Destaques, Últimas

O artesanato que utiliza a técnica do Labirinto, consiste em um fazer tradicional que passa de geração em geração por muitos e muitos anos, desde o período colonial quando foi trazido por imigrantes da Ilha da Madeira.

O processo inicia com o desfiar minucioso do tecido, seguido pelo “encher”, “torcer” e “perfilar”, quase sempre formando desenhos com motivos florais. Com agulha e linha, os espaços vão sendo preenchidos e a peça vai tomando forma. Geralmente o tecido utilizado é o linhão. Na Paraíba o labirinto está presente principalmente em cinco municípios do Agreste e Brejo.

Através de uma ação de repercussão do “30° Salão do Artesanato Paraibano – Labirinto, A Arte que Une Gerações” que ocorreu em Campina Grande PB em 2019. O Labirinto se tornou patrimônio cultural e imaterial da Paraíba. Um sonho que vira realidade pelas mãos do Deputado Chió e a partir do trabalho de uma gestão comprometida com a causa nobre que é o Artesanato. Parabéns a todas as labirinteiras do Agreste do nosso estado, aos companheiros do PAP, ao nosso governador João Azevedo Lins e nossa presidente de Honra Ana Maria Sales Lins que não medem esforços para apoiar os nossos propósitos.

0Shares