EM BRASILIA – O prefeito Romero Rodrigues se reúne com o ministro Agnaldo Ribeiro e o senador Cássio Cunha Lima

Publicado em Categorias Últimas

brasilia

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), entregou ontem um projeto de viabilidade técnica e ambiental ao ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, para construção de dez mil unidades habitacionais, por meio do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ na área desapropriada recentemente nos bairros Itararé e Ligeiro. O documento foi apresentado durante audiência no Ministério das Cidades, em Brasília, e contou também com a participação do senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Na área de 754 hectares que pertencia ao espólio do ex-deputado Aluízio Campos, a prefeitura vai destinar 150 hectares para a construção do conjunto habitacional com terreno para construção de creches, posto de saúde, equipamentos comunitários e área verde. “A construção de dez mil novos apartamentos vai praticamente zerar o déficit habitacional em Campina Grande, que hoje é de mais de 13 mil moradias. Em breve, serão entregues quase quatro mil casas que estão sendo concluídas pelo Ministério das Cidades em parceria com a prefeitura e outros com o governo estadual”, comentou.

O ministro Aguinaldo Ribeiro sinalizou positivamente ao pleito de Romero e programou uma reunião do prefeito com a direção da Caixa Econômica Federal. A etapa seguinte será o lançamento do edital de licitação para a obra

No restante da área, Romero tem planos para a instalação do terceiro distrito industrial de Campina Grande. Segundo o prefeito, a atual gestão está implantando uma política agressiva para atração de novos empreendimentos para Campina, a fim de proporcionar a geração de mais emprego e renda.

TESOURO

Também contando com a companhia do senador Cássio Cunha Lima e de auxiliares, o prefeito Romero Rodrigues manteve audiência com o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, com quem tratou do processo de renegociação da dívida histórica da prefeitura com a União.

Embora no âmbito da Justiça já se tenha decisão favorável à prefeitura, no sentido de manter a níveis razoáveis o parcelamento de uma dívida que hoje ultrapassa os R$ 100 milhões, Romero diz que faz questão de manter uma porta aberta de diálogo com a STN para discutir a renegociação do débito.

Acompanharam o prefeito, dando suporte técnico na audiência por parte do município, o secretário Jacy Toscano, das Finanças, e o procurador-geral José Mariz.

0Shares